quarta-feira, junho 12, 2024
LegislativoPolítica Local

Dr. George Lins propõe criação de Casa de Apoio do Estado para moradores do interior em tratamento de saúde prolongado

Da tribuna da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), o deputado estadual Dr. George Lins (União Brasil) anunciou, na última quinta-feira (14/03), a realização de estudos para propor, junto ao Governo do Estado, a instituição de uma Casa de Apoio para Moradores do Interior em Tratamento de Saúde Prolongado (TFD).

Dr. George defendeu a proposta ressaltando a extrema necessidade da Casa de Apoio do Estado. “A vasta extensão territorial e as condições geográficas desafiadoras do Amazonas impõem consideráveis obstáculos aos moradores do interior que buscam tratamentos especializados em Manaus. O isolamento geográfico, aliado às limitações logísticas, resulta em uma demanda significativa de tempo e recursos para o deslocamento, prejudicando o acesso equitativo à saúde”, disse o parlamentar.

O deputado destacou que a população do interior, em sua maioria constituída por famílias de baixa renda, enfrenta dificuldades financeiras ao custear despesas relacionadas ao deslocamento, estadia e alimentação durante o tratamento em Manaus.

Tratamento especializado

Dados da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon) demonstram a magnitude da demanda por tratamento especializado na região, com aproximadamente 1.739 pacientes iniciando o tratamento com radioterapia e 10.202 pacientes iniciando o tratamento com quimioterapia ao longo do ano de 2021. Diante da demanda, Dr. George Lins destaca a necessidade de estruturas adequadas para acolher os pacientes em tratamento na capital.

Atualmente, os equipamentos públicos mantidos pelo Governo do Amazonas, como o Abrigo do Coroado e a Casa do Migrante Jacamim, desempenham um papel importante ao acolher aproximadamente 1,2 mil pessoas e realizar mais de 3,1 mil atendimentos no ano de 2021. No entanto, diante do número expressivo de pacientes em tratamento, essas casas de apoio não são suficientes para atender a demanda crescente.

Além disso, as condições climáticas extremas e a infraestrutura de transporte precária contribuem para agravar a situação. Tais fatores tornam imperativo o estabelecimento de medidas que visem mitigar esses desafios e garantir que todos os cidadãos tenham acesso adequado aos serviços de saúde.

Intervenção governamental
Hoje, grande parte da assistência aos pacientes em tratamento de saúde prolongado é prestada por entidades beneficentes ou de assistência social do terceiro setor. Embora essas instituições desempenhem um papel crucial no suporte aos moradores do interior durante seus períodos de tratamento em Manaus, a demanda crescente supera a capacidade dessas entidades, evidenciando a necessidade de intervenção governamental para garantir o acesso universal e equitativo à saúde.

“A instituição da Casa de Apoio do Estado não apenas atenderá às necessidades básicas dos pacientes, mas também alinha-se ao compromisso do Governo do Estado com o acesso democrático à saúde. Tal medida contribuirá para promover a equidade no tratamento, assegurando que todos os cidadãos, independentemente de sua localização geográfica ou condição socioeconômica, possam usufruir plenamente do sistema de saúde estadual”, frisou Dr. George cuja Indicação recebeu o apoio de diversos parlamentares presentes no plenário Ruy Araújo, dentre os quais Adjuto Afonso (UB), Wilker Barreto (PMN) e Mário César Filho (UB).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *