sábado, junho 22, 2024
Mundo

Tribunal decide que Jordan Peterson terá que fazer “reeducação” para manter licença de psicólogo

O psicólogo e escritor canadense, Jordan Peterson, informou em sua conta no X, nessa quarta-feira (17), que um “tribunal superior do Canadá decidiu que o Conselho de Psicólogos da Província de Ontário (CPO) pode condená-lo à reeducação caso ele queira manter a licença como terapeuta. A sentença foi proferida pelo Tribunal de Apurações de Ontário em razão das denúncias levantadas pelo CPO contra Peterson.

As denúncias remetem a duas publicações de Peterson em suas redes sociais. Em maio de 2022, o escritor publicou: “Desculpe. Isso não é bonito. E nenhuma quantidade de tolerância autoritária vai mudar isso”. A manifestação se deu após uma revista ter divulgado uma modelo gorda em sua capa.

Numa outra ocasião, Peterson reagiu à cirurgia de mastectomia (retirada dos seios) da atriz canadense Elliot Page, antes chamada de Ellen Page: “um infrator removeu seus seios”. Outras denúncias citam seu posicionamento frente à temática do aquecimento global e críticas e ao primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau.

Em entrevista ao jornal National Post, seu advogado de defesa, Howard Levitt, destacou que a “decisão (do Tribunal) abre precedente para que órgãos reguladores sejam mais agressivos”. Howard acredita que a sentença imputada a Peterson pode reforçar o âmbito persecutório dos conselhos de classe frente aos profissionais associados.

Em janeiro do ano passado, Peterson elencou que esse tipo de censura põe toda sociedade em risco, criando uma cultura de medo de falar a verdade. 

“Canadenses: seus médicos, advogados, psicólogos e outros profissionais agora estão tão intimidados por seus senhores comissários que temem dizer a verdade. Isso significa que seus cuidados e assessoria jurídica se tornaram perigosamente não confiáveis”.

Fonte: Brasil Sem Medo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *