quarta-feira, julho 24, 2024
Notícias

A revolta silenciosa da direita nas urnas

O ex-deputado federal e pré-candidato a vereador de Manaus, Delegado Pablo (PL), tem uma tese interessante sobre as eleições deste ano. Para ele, o eleitor, ao contrário do que aconteceu em 2018, promoverá uma “revolta silenciosa nas urnas contra a esquerda”.

A análise do delegado da Polícia Federal foi feita em entrevista ao programa “Boa Noite, Amazônia”, da Rede Onda Digital e RND TV nessa terça-feira (2).

“Eu tive uma conversa com o Eduardo Bolsonaro, que é muito meu amigo, e chegamos a uma conclusão: 2018 o clima era de mudança; 2022 foi o embate do pós-pandemia; e neste ano o sentimento é de decepção e revolta.

O brasileiro não aguenta mais aumento de impostos e a população vai descontar isso nas urnas. Em 2018 as pessoas iam para a rua gritar, agora a revolta vai ser silenciosa”, afirmou.

Na avaliação do ex-parlamentar, o Brasil vai vivenciar em 2024 a reascensão da direta, assim como tem acontecido em outros países pelo mundo como a França e os EUA.

“As pessoas vão na urna e dar uma surra na esquerda e vão eleger muitas pessoas Brasil à fora como está acontecendo no mundo. Aconteceu agora na França, nos EUA a direita conduzida pelo Trump vai atropelar, pode ter certeza”, concluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *