domingo, junho 23, 2024
NotíciasPolítica Local

Lissandro vai acionar MPE-AM e TCE-AM por inoperância da Prefeitura prejudicial à população e aos cofres publicos

O vereador Lissandro Breval (PP) afirmou, na manhã dessa segunda-feira (20), que irá acionar o Ministério Público do Estado (MPE-AM) e o Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM) para denunciar a inoperância da Prefeitura de Manaus diante de desabamento de uma ponte na rua Pitinga, no São José dos Campos. De acordo com o parlamentar, a falta de ação da Secretaria Municipal de Obras (Seminf) fará com que uma obra inicial pequena, com baixo impacto à população local e de baixo valor, custe valores muito maiores do orçamento público e resulte em transtornos irreversíveis para a comunidade.

“Desde quinta-feira está caindo casa, essa ponte está indo abaixo e os populares debaixo de chuva implorando a presença da prefeitura e nada foi feito. Meses e meses e nada foi feito. Um pequeno buraco que seria um trabalho rápido. Agora vão gastar muito mais dinheiro pela inoperância e incompetência. Agora é caso do MPE-AM e TCE-AM. Vou entrar com representação. Vão ter que dizer o porquê estão negligenciando obras e o dinheiro público”, afirmou Breval.

De acordo com o vereador, os moradores do São José do Operário pedem há meses providências da gestão municipal e requerimentos foram feitos pelo gabinete dele com solicitações de intervenções e nada foi feito. Nesse período, o buraco tomou proporções que resultaram no desmoronamento do rip rap no entorno e desabamento de casas.

“Os moradores passaram o fim de semana de chuvas carregando madeira e construindo barragens na tentativa de evitar o desmoronamento de mais casas. Essas pessoas estão há meses se humilhando, implorando ação da prefeitura”, continuou.

Em discurso na Câmara Municipal de Manaus (CMM), na manhã dessa segunda-feira, Lissandro acusou a atual gestão de estelionato eleitoral.

“Essa palhaçada. R$648milhões de orçamento para essa palhaçada. Montando palco , é banda, é vídeo. Num estelionato eleitoral claro, numa mentira deslavada com a população. Dizendo que estão fazendo com o dinheiro do empréstimo, mentira. As casas podem estar caindo , mas não vamos porque é um vereador que não é da base aliada. Eu vou sim para o TCE e para o Ministério Público”, concluiu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *