quinta-feira, julho 25, 2024
Notícias

Lula diz que 7 a 1 contra Seleção foi “castigo” de Deus por críticas e denúncias na Copa

Ao discursar durante a posse da nova presidente da Petrobras, Magda Chambriard, nessa quarta-feira (19), no Rio de Janeiro, o presidente Lula (PT) disse que a derrota sofrida pela Seleção brasileira para a equipe da Alemanha na Copa do Mundo, em 2014, foi “castigo” de Deus por causa das constantes críticas e denúncias de corrupção envolvendo os estádios.

“Vocês estão lembrados quando nós começamos a fazer a Copa do Mundo, a quantidade de denúncias de corrupção dos estádios? E muita gente inventou aí – da direita mesmo: tudo tem que ser padrão Fifa, porque o Brasil tem que dar saúde padrão Fifa, o Brasil tem que dar não sei o que lá padrão Fifa. Na tentativa de desmoralizar a Copa do Mundo. E, Deus é justo, nós tomamos de 7 a 1 naquela Copa, da Alemanha. Já que é para castigar, vamos castigar”, disse o presidente, que recebeu aplausos e risadas da plateia.

Apesar da versão apresentada por Lula, em 2018, a Justiça Federal do Distrito Federal acatou a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra 12 suspeitos de envolvimento no superfaturamento do Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília.

Um ano antes, em 2017, o então governador do DF, Agnelo Queiroz, do PT, foi preso durante operação que investigava o superfaturamento de até R$ 900 milhões nas obras do estádio.

Em 2022, o ex-governador e o seu vice, Tadeu Filippelli (MDB), foram condenados por improbidade. Os dois tiveram os direitos políticos suspensos e foram condenados a devolver R$ 16 milhões aos cofres públicos.

Fonte: Gazeta do Povo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *