domingo, junho 16, 2024
Política Local

Empresa que emitiu laudo do vídeo da Semcom atestando como falso é do ramo imobiliário

Nesta quarta-feira (20), Israel Conte, titular da Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom), principal articulador do prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), compareceu à Câmara Municipal de Manaus (CMM) para prestar esclarecimentos sobre um vídeo divulgado pelo site Metrópoles – que teve repercussão nacional, mostrando o momento em que uma mulher entrega um envelope contendo dinheiro em espécie a um homem, supostamente nas dependências da Semcom.

Em resposta aos questionamentos dos vereadores, o secretário disse que recorreu a uma empresa privada para emitir um laudo pericial e atestar que o material foi manipulado. Conforme apurou o Dia a Dia Notícia, a empresa contratada para analisar as imagens – a SMART PERICIAS E AVALIACOES IMOBILIARIAS LTDA. possui como atividade principal “cobrança e informações cadastrais”, atuando no ramo imobiliário.

Analisando o CNPJ da empresa, é possível observar as atividades secundárias como corretagem na compra e venda e avaliação de imóveis, gestão e administração da propriedade imobiliária. A Smart Perícias tem 4 anos e 10 meses e dois sócios-administradores com capital social de R$ 10 mil.

No parlamento municipal, Israel Conte foi sabatinado pelos vereadores Lissandro Breval, Rodrigo Guedes, Thaysa Lippy e Carpê. Eles questionaram o porquê do secretário não ter recorrido à Policia Federal ou à Polícia Civil para fazer a denúncia do vídeo, além da relação dele com o site O Abutre e porque eles não recorreram às gravações das câmeras de segurança – dentro da Semcom, para obter as imagens do então motorista que teria ido buscar o dinheiro em espécie.

“Como o vídeo é claramente manipulado e só a minha opinião seria questionada, eu contratei um escritório de advocacia e perícia técnica para ter a comprovação. Sobre valores, é um contrato com pessoa física e clientes”, disse Israel em resposta aos questionamentos dos vereadores.

Na ocasião, o secretário também afirmou que por não se tratar de crime eleitoral, ele não recorreu à Polícia Federal e irá entregar nas próximas horas o laudo no Ministério Público e na Polícia Civil.

Além disso, ele disse que as câmeras de segurança da Prefeitura foram analisadas, porém as gravações armazenadas nos últimos 30 dias não estavam mais presentes.

“A gente se pauta dentro das questões legais. Nesse caso específico, eu fui orientado pelos advogados em fazer uma perícia. Existem vários fornecedores que vão lá sempre. É um trânsito normal. Não há circulação de dinheiro”, disse.

Fonte: Dia a Dia Notícia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *