domingo, junho 23, 2024
Política Local

Um evento morno

A abertura do Encontro Estadual do PL no Amazonas nesta sexta-feira (3), na Arena Amadeu Teixeira, foi um evento morno. Mesmo com a presença do ex-presidente Jair Bolsonaro, o público ficou abaixo da expectativa e os discursos pouco empolgantes tanto do líder da direita brasileira quanto de Capitão Alberto Neto, pré-candidato da legenda à Prefeitura de Manaus.

Organizador da festa, Osvaldo Cardoso, afirmou ainda no início da tarde que a expectativa era de que 10 a 12 mil pessoas prestigiassem o evento. O público presente, no entanto, ficou na metade disso, pouco mais de 5 mil pessoas.

Muitas famílias com crianças e idosos formaram o público. Louvores foram cantados, orações feitas e o local foi “pintado de verde e amarelo”.

Em sua fala, o presidente estadual do PL no estado, Alfredo Nascimento, foi vaiado e rapidamente entregou o microfone para que Capitão Alberto Neto discursasse.

O pré-candidato criticou a atual gestão, falou que já sentiu na pele o sofrimento de quem anda de ônibus e depende do SUS e prometeu fechar o cerco contra a criminalidade. O discurso, porém, não chegou a empolgar os presentes.

Já Jair Bolsonaro iniciou pedindo um minuto de silencio às vítimas da catástrofe natural no Rio Grande do Sul, reafirmou os valores da direita – Deus, pátria, família e liberdade – destacou que o Amazonas é um estado rico e precisa ser bem cuidado e em três oportunidades citou o nome de Alberto Neto sem, porém, exaltar como esperado o postulante a prefeito de Manaus.

Por tudo isso, é possível afirmar que o evento foi morno. Talvez pelo horário e dia da semana, Ou tão somente porque o público ainda não está preocupado com eleições.

Estrutura

É preciso destacar a estrutura montada na Arena Amadeu Teixeira. Um grande palco, área para imprensa e autoridades e distribuição de água e refrigerante para o público.

A parte negativa ficou pelos episódios de furto. Duas equipes de reportagem passaram por esse problema. Um profissional do portal O Convergente teve a máquina fotográfica furtada e o repórter do site Imediato o celular.

Foto: Luís André – Revista Cenarium

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *