quinta-feira, julho 25, 2024
Política Nacional

Acordo entre governo e Lira pode postergar votação do PL do aborto

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), deverá segurar a votação do projeto que equipara o aborto ao crime de homicídio simples. Conforme as informações de bastidores, essa decisão foi tomada em acordo construído com outras lideranças, visando remover o viés eleitoral do debate e ganhar tempo para mobilizar a sociedade em torno do tema, com possíveis alterações no texto.

A urgência do projeto foi aprovada de forma rápida e simbólica, eliminando a necessidade de passar por comissões temáticas, agilizando assim sua análise pelo plenário. O autor do projeto, deputado Sóstenes Cavalcante (PL-RJ), espera que a votação ocorra em até duas semanas.

O presidente da Câmara teria recebido pedido para adiar a votação do PL do Aborto após eleições, mas há incerteza sobre o cumprimento do acordo.

Lira está buscando apoio da oposição para sua sucessão na Casa, sendo que o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) já se comprometeu a apoiá-lo, porém a bancada ainda demonstra resistência.

Fonte: O Poder