sábado, junho 22, 2024
Política Nacional

Após decisão de Zanin, Pacheco critica “judicialização da política”

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou, em nota, que o governo “erra ao judicializar a política e impor suas próprias razões, num aparente terceiro turno de discussão” sobre a desoneração da folha de pagamentos.

Pacheco referiu-se à decisão do ministro Cristiano Zanin, do Supremo Tribunal Federal (STF), que atendeu ao pedido do Poder Executivo e suspendeu trechos da lei que prorrogou a desoneração da folha dos municípios e setores produtivos até 2027.

“Também cuidarei das providências políticas que façam ser respeitada a opção do Parlamento pela manutenção de empregos e sobrevivência de pequenos e médios municípios”, afirmou o presidente do Senado por meio de nota.

Nesta sexta-feira (26), Pacheco se reuniu com a Consultoria e a Advocacia do Senado, além de convocar uma reunião extraordinária de líderes para tratar do assunto. Ele afirmou que recorrerá ainda nesta sexta contra a decisão de Zanin.

“Nossa posição é de antagonismo neste caso em relação ao governo federal, à AGU. Espero que o STF decida com base na realidade”, disse em coletiva à imprensa.

Fonte: Agência Estado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *