domingo, junho 16, 2024
Política Nacional

Carlos Bolsonaro é alvo de operação da Polícia Federal

O vereador Carlos Bolsonaro (PL-RJ) é alvo de uma operação a Polícia Federal que investiga o uso político de instrumentos da Agência Brasileira de Inteligência (Abin). A operação desta segunda-feira (29), é um desdobramento da operação Vigilância Aproximada, desencadeada na semana passada e que mirou o deputado federal Alexandre Ramagem (PL-RJ).

Carlos Bolsonaro é investigado por ter supostamente sido beneficiado das informações produzidas pela chamada “Abin paralela”. Segundo a PF, o ex-diretor-geral da Abin utilizou o software First Mile para monitorar aproximadamente 1,5 mil pessoas. Todas de forma ilegal.

Além do vereador, um agente da Polícia Federal que trabalhou durante a administração Alexandre Ramagem também é alvo de buscas.

Todos os mandados de busca e apreensão foram autorizados pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes a pedido do procurador-geral da República, Paulo Gonet.

De acordo com a PF, esse desdobramento da operação Vigilância Aproximada – que mira o chamado “núcleo político de Ramagem” – tem por objetivo investigar a destinação destes relatórios feitos pela “Abin Paralela”.

Estão sendo executados mandados de busca e apreensão na residência de Carlos Bolsonaro e em seu gabinete funcional, no Rio de Janeiro.

Carlos Bolsonaro é o primeiro filho do ex-presidente a ser oficialmente alvo da Polícia Federal. A PF também investiga que outros dois filhos de Jair Bolsonaro também foram beneficiados com os relatórios ilegais da Abin: o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) e o assessor parlamentar Jair Renan. Os dois, no entanto, não foram alvo dessa ação de PF desencadeada nesta segunda-feira.

Fonte: O Antagonista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *