sábado, junho 22, 2024
Política Nacional

Lula traz de volta para Abin ex-diretor afastado por escutas ilegais

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva trouxe de volta para a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) um servidor afastado pelo próprio petista em 2008, durante seu segundo mandato. O desligamento ocorreu depois do envolvimento da agência em escutas ilegais contra políticos e ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), no âmbito da Operação Satiagraha. Paulo Maurício Fortunato Pinto era diretor do Departamento de Contra-Inteligência da Abin até 2008. Ele deve assumir o cargo de secretário de Planejamento e Gestão da Abin. A nomeação foi publicada nesta terça-feira, 4, no Diário Oficial da União (DOU). Na época da Operação Satiagraha, a Abin foi acusada de participar de grampos ilegais, que atingiram figuras como o ministro Gilmar Mendes, então presidente do STF.

Além do ex-diretor, foram afastados do órgão o então diretor-geral da agência, Paulo Lacerda, e seu vice, José Milton Campana. O então assessor especial da Presidência, Renato Porciúncula, também deixou o cargo.

Nesse período, a Abin era vinculada à então Casa Militar, que posteriormente passou a se chamar Gabinete de Segurança Institucional. Em sua terceira passagem pelo Planalto, Lula decidiu transferir a agência para a gestão da Casa Civil.

Atualmente, a direção da Abin é composta de três cargos principais: o diretor-geral, o diretor-adjunto e o secretário de Planejamento e Gestão. Esse último será ocupado por Fortunato Pinto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *