quarta-feira, junho 12, 2024
Sem mimimi

As insatisfações internas do PL

O discurso de união do Partido Liberal – sigla do ex-presidente e líder da direita brasileira, Jair Bolsonaro – em Manaus não tem encontrado eco na realidade do dia a dia.

Segundo fontes da legenda informaram à SEM MIMIMI, há uma insatisfação de filiados e de parte da cúpula com três nomes: Chico Preto, Marcel Alexandre e Capitão Carpê.

‘Pé atrás’

O “pé atrás” com Chico não é novo e tem relação com o fato dele ter ligações com o prefeito David Almeida (Avante). O político fazia parte dos quadros do Avante até ano passado.

Entrevista

A insatisfação se acentuou na semana passada, quando em entrevista ao jornalista Jefferson Coronel, o pré-candidato a vereador fez ponderações sobre a estratégia de Capitão Alberto Neto de vencer a eleição para prefeito.

Fidelidade

Já a inquietude com Marcel Alexandre acontece pela postura do vereador nas votações na Câmara Municipal de Manaus (CMM). Ele, como desde o início da atual legislatura, tem se mantido fiel a David Almeida, desobedecendo até mesmo as orientações da liderança do PL na casa legislativa.

Diferenciado

Nos bastidores, Marcel afirma que está na legenda a convite de Bolsonaro e que tem um acordo para ser da base de David até a convenção em agosto. E as fontes do PL afirmam que, de fato, a situação do parlamentar é diferenciada.

Pouco engajamento

Nome mais famoso e apontado como provável mais votado do PL no pleito de vereador deste ano, Capitão Carpê também tem deixado os integrantes da legenda de orelha em pé. O sentimento é de que ele está pouco engajado no projeto de Capitão Alberto e dialoga pouco com os correligionários.

Ausência

Ele, inclusive, faltou a uma reunião de Capitão Alberto Neto no bairro Compensa, onde é seu reduto eleitoral.

Tudo ok

Em contato com a Coluna, Carpê destacou que tem aliança com o pré-candidato desde os tempos em que ambos eram policiais militares e que promoverá uma reunião com Alberto Neto na próxima quinta-feira (13).

Sem resposta

A Sem MIMIMI solicitou nota oficial do PL sobre a situação, mas até o fechamento desta edição não obteve resposta.

Nova direção

A Manauscult, órgão da Prefeitura que cuida da cultura no município, tem um novo diretor-presidente. Trata-se de Jender Lobato, ex-presidente do Boi Caprichoso e irmão do vereador Jander Lobato (PSD).

Tentáculos

A indicação é mais uma confirmação dos tentáculos do senador Omar Aziz (PSD) na administração municipal, uma vez que Jender tem ligações com o parlamentar por intermédio do deputado federal Saullo Vianna (União Brasil).

#Sou Manaus

Ficará a cargo de Lobato a organização do #Sou Manaus, que o prefeito tem bastante apreço. No ano passado, envolto a polêmicas sobre os custos, o evento trouxe o DJ francês David Guetta.

Denúncia

Falando em Prefeitura, o Comitê de Combate à Corrupção pediu ao Ministério Público Eleitoral do Amazonas, nessa segunda-feira (10), que investigue David Almeida sobre a distribuição de 3,5 mil lotes de terra em um bairro que será chamado de “Nova Manaus”, que fica em uma área na zona Norte da capital.

Abuso de poder

Para o Comitê, o mandatário do município pode ser criminalizado por abuso de poder político em razão da abertura de um programa habitacional a quatro meses das eleições, o que cria expectativa habitacional para milhares de manauaras e tem potencial de gerar desequilíbrio no pleito.

Gabinete…

A Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República mantém reuniões diárias com equipes do Partido dos Trabalhadores (PT) que definem os assuntos que os canais e perfis petistas devem usar para pautar o chamado “gabinete da ousadia”.

… do ódio

As reuniões acontecem sempre 8h com a participação de assessores da Secom, do PT nacional e dos gabinetes das lideranças do partido do presidente Lula na Câmara e no Senado. A ideia é definir os assuntos que serão levados para as redes sociais e que serão ampliados pelos influenciadores governistas. As informações são do jornal O Estado de São Paulo.

Estratégia

Eventualmente, esses influenciadores do governo Lula recebem briefings com os temas a serem tratados. Uma estratégia que surgiu ainda na campanha eleitoral de 2022 e que faz uma contraposição ao “gabinete do ódio”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *