quarta-feira, junho 12, 2024
Política LocalSem mimimi

Com abertura da janela partidária, pelo menos 14 vereadores devem trocar de legenda

Com abertura da janela partidária nesta quinta-feira (7), está inaugurada a tradicional dança das cadeiras, já que, nesse período, os parlamentares podem trocar de legenda sem sofrerem punições da Justiça Eleitoral.
A janela se encerra no dia 5 de abril e até lá a expectativa é de muita movimentação.
Levantamento feito pela coluna SEM MIMIMI aponta que pelo menos 14 dos 41 vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM) devem fazer uso desse instrumento e buscarão uma nova casa.

Cenário
As mudanças além de obviamente mexerem com as estratégias dos candidatos, servirão para sinalizar as alianças que estão sendo construídas pelos postulantes ao cargo de prefeito.

Exemplo
Por exemplo, os partidos para os quais os aliados de David Almeida (Avante) migrarem é uma indicação de que o mandatário do município negociou apoio destas legendas.

Novo rumo
Entre os que trocarão de sigla estão Rosinaldo Bual, Kennedy Marques e Eduardo Alfaia, todos do PMN que terá o deputado estadual Wilker Barreto como candidato a prefeito.

Correu
Filiado ao Avante, Lissandro Breval, que atualmente faz oposição ao prefeito David, afirmou que “graças a Deus está saindo” e tem conversado com diversos partidos.

Oposição
Do trio de oposição (Capitão Carpê, Rodrigo Guedes e William Alemão) somente o ex-integrante da Polícia Militar deve mudar de sigla, deixando o Republicanos e indo ou para PL ou para o PP.
Guedes segue no Podemos e Alemão no Cidadania, já que, está unha e carne com Amom Mandel.

PL
Falando em PL, os dois integrantes da sigla do ex-presidente Jair Bolsonaro na CMM – Glória Carrate e Professor Samuel – estão de saída da legenda.

Da direita para esquerda
Glória está deixando a sigla que abriga a direita para se filiar ao Partido Socialista Brasileiro (PSB), que é comandado no estado pelo ex-deputado Serafim Corrêa.

Da base
Já Samuel, que é da base de David Almeida, migrará para uma sigla do arco de aliança do prefeito.

Mais mudanças
Além dos já citados, também devem buscar novos rumos partidários: Dione Carvalho (sem partido); Fransuá (atualmente no PV); Jander Lobato (atualmente no PP); Joelson Silva (sem partido); Raiff Matos (atualmente no DC); Raulzinho (hoje no PSDB) e Yomara Lins (que está no PRTB).

Xadrez
A “dança das cadeiras” dos vereadores é um verdadeiro xadrez, sendo necessário estratégia tanto para o pleito deste ano quanto para o de 2026, quando muitos também serão candidatos. Isso porque daqui a dois anos, o período de mudanças partidárias não se aplica aos parlamentares municipais.

Prazo estendido
Ainda sobre o PL, o prazo dado por Valdemar Costa Neto para David Almeida para se filiar à legenda deveria ter terminado nessa quarta-feira (6). No entanto, segundo uma fonte da SEM MIMIMI em Brasília, foi estendido por mais 10 dias.

Reunião
Uma reunião entre Valdemar, Alfredo Nascimento e Jair Bolsonaro deve acontecer ainda nesta semana. A dupla ainda trabalha para colocar o PL no arco de aliança de David Almeida, já o ex-presidente é um entusiasta da candidatura puro sangue.

Indefinido
Mesmo com a pré-candidatura do presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), Roberto Cidade (União Brasil), o governador Wilson Lima (União Brasil) afirmou que ainda não definiu quem irá apoiar nas eleições municipais deste ano.

Boa relação
Ele destacou a boa relação que tem com o prefeito David Almeida, exaltou o nome de Cidade e não descartou, também, apoiar uma candidatura do PL.
Ou seja, está tudo em aberto.

Comissões
Após impasse nas indicações do PL, a Câmara Federal instalou as comissões temáticas da casa nessa quarta-feira (6).

CCJ
Por ter a maior bancada, com 96 deputados eleitos, o PL teve prioridade na escolha das comissões e optou por liderar a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), reconhecida como o colegiado mais importante da Casa. A presidência ficou com a deputada federal Caroline de Toni (PL-SC).

Mais indicações
O PL também ficou com as comissões de Educação, Relações Exteriores e de Defesa Nacional, além dos colegiados de Esporte e Previdência, Assistência Social, Infância, Adolescência e Família.

Treta
A oposição tentou tumultuar o processo após a indicação de Nikolas Ferreira para a Comissão de Educação. Parlamentares, sobretudo do PT, não queriam aceitar a escolha do jovem político para o cargo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *