quarta-feira, junho 12, 2024
ExecutivoPolítica LocalSem mimimi

Ex-deputado, David Almeida esquece passado e destrata o parlamento

Desde que cogitou fazer uma manobra no Regimento Interno da Câmara Municipal de Manaus (CMM) para manter David Reis (Avante) na presidência da Casa, o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), demonstrou que a relação que deseja ter com o parlamento é de submissão e não de união institucional em prol do desenvolvimento da cidade.
A prova de que realmente o ex-parlamentar David – ele foi deputado estadual por três mandatos – esqueceu-se de como é a relação entre os poderes, foi relatada pelo vereador Marcelo Serafim (PSB) na sessão de ontem (27).
Marcelo, vale lembrar, foi líder do prefeito até o final do ano passado.

Orientação
Segundo Serafim, o secretário municipal de Infraestrutura (Seminf), Renato Junior – que é um dos homens de maior confiança do prefeito – teria orientado os gerentes de distritos de obras a não atender pedidos feitos por vereadores que não apoiem efetivamente o prefeito nas votações da Casa.
E é óbvio que essa determinação tem a anuência do prefeito.

Só no discurso…
Ou seja, David, que repete com exaustão que “os poderes são independentes e precisam ser harmônicos”, na verdade, usa isso apenas como discurso, já que, na realidade, trabalha para subjugar e diminuir o parlamento.

Sem emendas
Ao corroborar com a fala de Marcelo Serafim, o vereador Rodrigo Guedes (Republicanos), que é oposicionista, informou que quatro emendas parlamentares suas de 2021 ainda estão pendentes de pagamento, coisa que não acontece com os vereadores da base aliada.

Estratégia perigosa
Essa estratégia de “enquadrar” parte dos parlamentares, no entanto, é perigosa para o prefeito que em menos de dois anos vai disputar a reeleição e precisa, inevitavelmente, da Câmara para trabalhar em prol da população.

Não aprendeu
A derrota na disputa pela presidência da Casa – já que David apoiou Elan Alencar (Pros) e o vencedor foi Caio André (PSC) -, ao que parece, não serviu de lição para o prefeito, que insiste em querer manter uma relação de

Não é isso
Em nota enviada à imprensa, a Prefeitura colocou panos quentes na história e afirmou “que não houve qualquer determinação por parte do secretário de Obras, Renato Junior, que denote teor proibitivo ou de impedimento às demandas advindas dos 41 vereadores da Câmara Municipal de Manaus”.

56 anos
Em meio à incerteza sobre o futuro, já que a iminente reforma tributária pode pôr fim à competitividade do modelo, a Zona Franca de Manaus (ZFM) completa 56 anos nesta terça-feira (27).

Celebração
28 de fevereiro celebra a publicação do Decreto Lei nº 288/1967, o qual instituiu a autarquia e reformulou as diretrizes da ZFM, criada inicialmente para operar como Porto Livre.
Ao longo de sua história, a Zona Franca de Manaus passou por vários momentos de crises e superações, até chegar à condição atual de abrigar um dos principais parques industriais do País, que hoje conta com aproximadamente 500 empresas instaladas, fatura mais de R$ 170 bilhões e gera cerca de meio milhão de empregos, entre diretos, indiretos e induzidos.

Seleção em Manaus
A seleção brasileira de futebol fará um amistoso na Arena da Amazônia em uma Data Fifa ainda neste ano. A informação foi dada pelo jornalista André Rizek.
O adversário também ainda não foi definido.

De verde
Será a primeira vez que a seleção canarinha usará um uniforme todo verde.
A utilização do uniforme tem relação com uma ação que será desenvolvida na partida. De acordo com Rizek, toda a renda do jogo será revertida em doações para o SOS Amazônia, uma associação que luta contra o desmatamento na região da Floresta Amazônica.

Sétima vez
Falando em futebol, o argentino Messi foi eleito pela sétima vez o melhor jogar do mundo.
O prêmio “The Best” foi concedido ontem (27), pela Fifa.

Imposto combustíveis
O Ministério da Fazenda anunciou, ontem (27), que haverá aumento do imposto sobre os combustíveis. O ministro Fernando Haddad diz que o objetivo é arrecadar R$ 28,8 bilhões neste ano.
O percentual de reajuste não foi anunciado pela pasta, nem o valor que cada litro de combustível será comercializado. O aumento atingirá apenas combustíveis fósseis como a gasolina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *