quinta-feira, junho 20, 2024
LegislativoPolítica LocalSem mimimi

Grupo independente da CMM retoma comando da CCJR e impõe derrota a base do prefeito

Com a expulsão do vereador Gilmar Nascimento do União Brasil, o grupo independente formado na Câmara Municipal de Manaus (CMM) e capitaneado pelo presidente Caio André (PSC), irá retomar o comando da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), a principal e mais importante do parlamento municipal.
Gilmar é aliado do prefeito David Almeida (Avante), que após perder a presidência da Casa articulou para comandar, pelo menos, as principais comissões.

Reivindicação
O presidente municipal e líder do União Brasil na Casa, Diego Afonso, já reivindicou os cargos ocupados por Nascimento e o “grupo dos independentes” passou a debater a escolha de um novo nome.

Preferida
A tendência é que a vereadora Thaysa Lippy (PP) seja a indicada para presidir a CCJR.

Desobediência
Segundo informações de bastidores, a saída de Gilmar se deu pelo fato do vereador votar contra orientações do União Brasil em votações importantes, como a eleição para presidência.
A sigla apoiou Caio André e ele votou em Elan Alencar (Pros), candidato da Prefeitura de Manaus.

Afastamento
Essa é mais uma prova do afastamento entre David Almeida e o governador do Estado, Wilson Lima (União Brasil), que é o principal líder do “grupo dos independentes” da CMM.

Atrito
Até então numa espécie de “guerra fria”, a relação conflituosa entre os chefes do Executivo passou a ser pública.
O irmão do prefeito, deputado Daniel Almeida (Avante), e a deputada Alessandra Campelo (PSC), que é aliada de primeira ordem de Wilson, tiveram uma treta na sessão dessa quarta-feira (19), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) por conta de críticas do parlamentar ao asfaltamento de municípios do interior.

Não gostou
Recentemente Daniel concedeu entrevista criticando a recondução de Roberto Cidade (União Brasil) à presidência da Aleam até janeiro de 2027, fato que teve o aval e articulação do governador.

Cadê os médicos
Após receber denúncia nas redes sociais, o vereador Capitão Carpê (Republicanos) fez uma fiscalização às 23h da última terça-feira (18), na maternidade Moura Tapajoz e constatou a falta de médicos para atender as grávidas.

Frequência manual
O parlamentar criticou a utilização de frequência manual nas unidades de saúde do município, já, que, segundo ele, o documento é facilmente alterado e permite a ausência dos profissionais.

Indicação
Por isso, Carpê fez uma indicação para que a Prefeitura adote ponto eletrônico das unidades de saúde da capital.

Senado
Circulou nos últimos dias em Brasília a informação de que o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) pretende ser candidato ao Senado em 2026.
A ideia é que ele, os filhos Flávio e Eduardo e a esposa Michele sejam candidatos e se elegem senadores em estados diferentes.

Roraima
Entre as possibilidades aventadas está a candidatura de Bolsonaro por Roraima, um dos estados mais fiéis aos ex-presidente e localizado na região Norte tradicionalmente um reduto petista.

DF ou MS
Já Michelle seria candidata ou pelo DF ou Mato Grosso do Sul, onde o agronegócio impera e tem simpatia pelo clã Bolsonaro.

Rio-SP
Já Flávio seria candidato a reeleição no Rio de Janeiro e Eduardo alçaria voo mais alto deixando de ser deputado federal para ser senador por São Paulo.

Oitiva
O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que o ex-ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Gonçalves Dias, seja ouvido pela Polícia Federal (PF) sobre as imagens nas quais ele aparece dentro do Palácio do Planalto no dia 8 de janeiro, quando a sede do Executivo Federal foi invadida.
O prazo para a oitiva é de 48 horas.

Identificação
Na decisão, que foi proferida nessa quarta-feira (19), dia em que a CNN Brasil divulgou imagens que mostraram o ex-ministro orientando manifestantes a deixarem o Planalto, Moraes também determinou que o ministro interino do GSI, Ricardo Cappelli, informe quais servidores civis e militares aparecem nas imagens e quais providências foram adotadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *