domingo, junho 16, 2024
Política LocalSem mimimi

PRD, o “Partido da Ressureição”

O recém-criado Partido da Renovação Democrática (PRD), fruto da fusão do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) com o Patriota, está trabalhando na formação de uma chapa consistente para a disputa de cadeiras na Câmara Municipal de Manaus (CMM).
Além de contar com a vereadora Thaysa Lippy, a sigla, que é comandada pelo deputado estadual Felipe Souza, tem vários ex-vereadores em suas fileiras.
Por esse motivo, a legenda já está sendo chamada nos bastidores da política baré de “Partido da Ressureição”.

Nomes
Entre os ex-parlamentares filiados ao PRD estão Júnior Ribeiro, Everaldo Farias, Jairo da Vical e Vilma Queiroz.

Pró-governo
Integrante do grupo liderado pelo governador Wilson Lima (União Brasil), o PRD está no arco de aliança do pré-candidato a prefeito de Roberto Cidade (União Brasil).

Cadeiras
Com uma nominata formada por nomes experientes e experimentados nas urnas, a expectativa, segundo fontes da legenda, é que o PRD consiga reeleger Thaysa Lippy e eleger mais um vereador.

Treta passada
Uma curiosidade nessa formação do PRD é a presença de ex-vereadores que quando tinham mandato protagonizaram uma “treta” na CMM.

Relembre
O ano era 2015 e a então vereadora do PROS, Vilma Queiroz,
subiu à tribuna para protestar contra Júnior Ribeiro, naquele momento filiado ao PTN, porque o vereador falava mal dela no Japiim, bairro onde Queiroz tinha seu reduto eleitoral.

CPI
Falando em CMM, na próxima segunda-feira (22), será instaurada oficialmente a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Semcom, que entre outras coisas visa apurar o possível recebimento de propina em espécie por parte de um portal de notícia dentro das dependências da Secretaria Municipal de Comunicação.

Definição
O presidente da Casa, Caio André (União Brasil), anunciou que irá reunir o colégio de líderes para definir os membros titulares da CPI e, também, o presidente e relator da Comissão.

Bola da vez
E a bola da vez para assumir a presidência da CPI é o vereador Lissandro Breval (PP). Em que pese atualmente o parlamentar integre a oposição, ele visto como um político ponderado e técnico, com capacidade de fazer a investigação política fluir sem politicagem.

Relator
Já a relatoria da CPI ao que tudo indica ficará com o vereador Capitão Carpê (PL), que foi quem solicitou à Polícia Civil que desse início à investigação do caso.

Pode votar
Ainda sobre a Câmara Municipal, o desembargador Jorge Lins, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), suspendeu, na tarde dessa quarta-feira (17), a decisão que impediu a CMM de votar o empréstimo de R$ 580 milhões.

Sem impedimento
O magistrado acolheu pedido da Prefeitura de Manaus, que sustentou não haver impedimento para a votação imediata da matéria.

Suspensão
A votação do Projeto de Lei nº 69/2024, que incluiu nova garantia ao empréstimo da Prefeitura com o Banco do Brasil, foi suspensa após ordem judicial do desembargador Lafayette Carneiro Vieira Júnior proferida no plantão judicial de sábado (13). O magistrado atendeu um pedido do vereador William Alemão (Cidadania), que apontou vícios na tramitação do projeto.

Alegações
Alemão alegou que o Banco do Brasil é uma empresa privada e que, em casos como esse, o regimento da Câmara determina que a matéria tenha aval pelo menos 28 vereadores. Além disso, afirmou que o projeto deveria passar pelas comissões de Constituição, Justiça e Redação e de Finanças, Economia e Orçamento, e ser debatido em audiência pública.

Pegando fogo
A pré-campanha para Prefeitura de Manaus está cada dia mais interessante e os postulantes ao cargo estão começando a subir ainda mais tom nas críticas aos adversários.

Caso
Se Amom Mandel (Cidadania) foi o “destaque” do final de semana ao protagonizar uma treta com o secretário de Limpeza Pública e braço-direito do prefeito David Almeida (Avante), Sabá Reis, agora o deputado federal é que está “no alvo”.

Flertando com o inimigo
O parlamentar foi criticado por Roberto Cidade por pedir conselhos sobre gestão ao secretário de Fazenda de São Paulo, que é um estado historicamente inimigo da Zona Franca de Manaus (ZFM).

Despreparo
O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) afirmou ser um despreparo conversar com quem é inimigo da economia local.
“Será que eu entendi direito. O Amom foi pedir conselho para o maior inimigo da Zona Franca de Manaus?”.

Feclam
Falando em Aleam, começa nesta quinta-feira (18), na sede do parlamento estadual, a quarta edição do Fórum Estadual das Casas Legislativas do Amazonas (Feclam 2024), que neste ano terá o tema “Os Desafios das Políticas Públicas no Amazonas”.

Intercâmbio
A principal finalidade do Feclam é facilitar o intercâmbio de experiências e disseminação de conhecimentos indispensáveis à prática parlamentar, nas câmaras municipais. Serão discutidos também temas relacionados à atividade legislativa, como o processo de registro de candidaturas para as eleições de 2024, a nova Lei das Licitações, técnicas e processos legislativos, entre outras oficinas. São esperadas caravanas de vereadores de todas as cidades do interior do Amazonas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *