quarta-feira, junho 12, 2024
Olha a TretaPolítica Nacional

Elon Musk pede impeachment de Alexandre de Moraes: ‘Traiu descaradamente a Constituição e o povo do Brasil’

Elon Musk voltou a denunciar a censura imposta aos brasileiros pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Em publicação no Twitter/X, no início da tarde deste domingo, 7, o dono da rede social afirmou que o magistrado deveria sofrer impeachment.

“Em breve, o Twitter/X publicará tudo o que foi exigido por Alexandre de Moraes e mostrará como essas solicitações violam a legislação brasileira”, escreveu Elon Musk. “Esse juiz traiu descaradamente e repetidamente a Constituição e o povo do Brasil. Ele deveria renunciar ou sofrer impeachment. Vergonha, Alexandre de Moraes. Vergonha.”

Mais cedo, Elon Musk compartilhou uma carta aberta do jornalista norte-americano Michael Shellenberger, que revelou o escândalo do Twitter Files Brasil. “Tudo isso está correto”, afirmou o dono do Twitter/X, referindo-se ao conteúdo do texto.

Na carta, Michael Shellenberger alerta para a iminência de uma ditadura no país. “A qualquer momento, o Supremo Tribunal Federal poderá bloquear todo o acesso ao Twitter/X para o povo brasileiro”, escreveu. “Não é exagero dizer que o Brasil está à beira da ditadura nas mãos de um ministro totalitário do Supremo Tribunal Federal, chamado Alexandre de Moraes.”

O jornalista acredita que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva é parte desse processo que levará o Brasil ao autoritarismo. “Desde que assumiu o cargo, Lula aumentou enormemente o financiamento governamental dos principais meios de comunicação, a maioria dos quais incentiva o aumento da censura”, observou, ao lembrar que os brasileiros ainda têm meios para impedir o avanço do totalitarismo, como o direito ao voto e o acesso às redes sociais.

Segundo Michael Shellenberger, as medidas de Lula e Alexandre de Moraes violam a Constituição do Brasil e a Declaração dos Direitos Humanos das Nações Unidas.

Dono do Twitter/X denuncia “censura agressiva” no país

Antes de divulgar o vídeo de Michael Shellenberger, Elon Musk leu a carta do jornalista. Ao compartilhar suas impressões com os internautas, afirmou o seguinte: “Essa censura agressiva parece violar a lei e a vontade do povo do Brasil”.

Durante a escalada de tensão nas redes sociais, o dono do Twitter/X clamou por liberdade no ambiente digital.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *